Quando as lentes do olhar renovam os horizontes, tudo que parece o mesmo, pode vir a ser diferente.

08 novembro 2017

Para Aryella Carneiro


Para Aryella Carneiro
Dia oito

Mais um dia feliz
Quero vive-lo cada momento
a cada instante
assim quando for mais tarde
saberão do meu sorriso

do meu semblante
E eu possa dizer
que tenho um amor comigo;
Não apenas um amor amigo,
mas um amor que se eterniza
a cada dia;
a todo instante
ainda que corpos separados
mas nunca coração distante.


Aog Rocha

07 novembro 2017

Libelula Faceira



A faceira libélula
desfila sua leveza no ar
entre um rodopio e outro
sempre encontra onde pousar
O zumbido do seu bater de asas
fere o silêncio
que moistra o poder da quietude
num mundo barulhento.


Aog Rocha

06 novembro 2017

Amor Embriagado



E você ainda é
o homem mais belo do mundo
o mais rico,
o que tem mais amigos
Você consegue
em seu mundo etílico
dormir em paz
lado a lado com seu parceiro
e a garrafa faz vigília
ao seu sono embriagado
E você ainda é
o homem mais feliz do mundo
tem um ombro amigo
tem uma "costela" amiga
tem um ouvido amigo
No seu mundo etílico
não tem barulho que te faça acordar
não tem zumbido, não tem ninguém,
Esse seu mundo etílico é só seu
e a canção entoada
é a mesma que te faz
lembrar do amor
o amor que embriaga
e que te faz o homem
mais belo do mundo.


Aog Rocha

31 outubro 2017

Chão Rachado



O chão rachado
os pés descalço
a boca seca
a voz muda
o pensamento longe
a busca por algo
que não sei o que é
a erva que crescera outrora
havia sido devorada
agora era a hora
do chão devorar
o ser ali vivente
o sol enxugara as lágrimas
e só o tempo dirá
o que aconteceu.


Aog Rocha

30 outubro 2017

País de Vazios



Ainda sou criança
que busca respostas
para perguntas vazias
Essa criança que as vezes
suspira com um brinquedo novo
ainda que ele seja de palha
e não se emploga
com as discussões adultas
sobre um país canalha.


Aog Rocha

27 outubro 2017

LEÃO DIÁRIO


A luta contra o leão diário
em busca pelo pão sagrado,
e em casa a esperar
um batalhão de legionários.
O homem com força bruta
de carne, músculos e vontade,
supera a cada instante
a dor insistente do cansaço.
Com o trabalho incansável,
o espírito de luta é posto a prova,
a alma respira e o corpo supera
no fim do dia, o afago da família
renova as forças
para começar uma nova luta
contra outra fera.


Aog Rocha

26 outubro 2017

RELIGIOSIDADE



Ela veio com a voz religiosa
com os olhos de fé
e as mãos, essas cheias de graças
por uma vida,
por uma ar,
por um ver, e enxergar
o terço no pescoço,
Trançado ao escapulário
e no corpo a camisa da festividade
traduziam naquela figura
a mãe de uma comunidade.




25 outubro 2017

Faxina

Estive pensando
Farei uma faxina em meu ser
jogarei tudo o que me faz perecer
resgatarei só os bons pensamentos
aniquilarei tudo o que não usei
por não ser útil
devolverei o sorriso antes apagado
e enxugarei as lágrimas derramadas
o coração será restaurado
e as asas, ah! essas serão consertadas
e voarei para o seu lado.

Aog Rocha

08 setembro 2017

A bela flor violeta


Em frente ao pálido muro cinza
nasce uma bela flor violeta
vindo de um ramo verde
contrasta com a sisudez impávida
de alguém estático e imóvel
sem sorriso e sem ser dócil
mesmo com quem lhe faz sombra
para não torrar ao sol de meio dia.
ainda assim a bela flor violeta lhe abre um sorriso
e exala seu perfume, para que chegue a noite
o frio não lhe maltrate a alma.


Aog Rocha

Descanso da Jornada


Uma libélula faceira
descansa suas asas,
em um vergalhão de construção,
equilibra-se antes de continuar
a longa jornada
que irá terminar com um mergulho
na próxima enseada.

Aog Rocha